voltar ao início
Iniciativas

001181

Vidas com Sentido (44) - Francisco Pereira de Moura

12-11-2015: 18h00Auditório da Fundação Mário Soares

Homens e Mulheres que pelos seus ideais, pela sua postura cívica e política, pelos seus combates, souberam dar sentido às suas vidas e, embora já falecidos, permanecem como exemplos. A Fundação Mário Soares dedica um ciclo de conferências e debates a essas figuras da nossa cidadania democrática, prestando-lhes homenagem. A quadragésima quarta conferência do ciclo "Vidas com Sentido" é dedicada a Francisco Pereira de Moura.

Francisco José Cruz Pereira de Moura nasceu em Lisboa a 17 de abril de 1925 e faleceu na mesma cidade a 4 de abril de 1998. Economista, professor universitário e político.
Após concluir os estudos secundários no Liceu Pedro Nunes, matriculou-se no lnstituto Superior Técnico em 1942, onde frequentou o Curso de Engenharia Mecânica até ao 3.º ano. Inscreveu-se então no lnstituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras (ISCEF), onde se licenciou em Finanças em 1950. Doutorou-se em outubro de 1961 no mesmo lnstituto, com a classificação final de 19 valores. lniciou a sua carreira académica em 1950 exercendo o cargo de assistente do ISCEF até 1970. Em 1972, tornou-se Professor Catedrático do ISCEF.
Pedagogo brilhante, participou ativamente na introdução das modernas teorias económicas e das novas metodologias de análise económica na universidade portuguesa, publicando obra numerosa e ocupando lugar de destaque em iniciativas de índole académica e económica.
Em 1957 foi designado Procurador à Câmara Corporativa, sendo relator de relevantes pareceres sobre a adesão de Portugal à EFTA.
Militante católico, aproximou-se, nos anos 60, dos setores mais críticos do regime. Apoiou as lutas estudantis, como foi o caso da ocupação do ISCEF em 1969, interveio nas organizações de solidariedade com os presos políticos, foi um dos dirigentes da Comissão Democrática Eleitoral de Lisboa em 1969, participou na vigília pela paz e contra a guerra colonial realizada na capela do Rato – sendo preso pela polícia de choque e exonerado compulsivamente de funcionário público e de professor em Janeiro de 1973.
Após 25 de abril de 1974, como dirigente do MDP/CDE, Francisco Pereira de Moura desenvolveu intensa atividade política, desempenhando as funções de ministro sem pasta no I Governo Provisório (16 de maio a 17 de julho de 1974) e no IV Governo Provisório (26 de março a 8 de agosto de 1975), e ministro dos Assuntos Sociais no V Governo Provisório (8 de agosto a 19 de setembro de 1975).
Reintegrado em 1975 como catedrático no seu Instituto, interveio ativamente nas reformas pedagógicas, curriculares e de organização da investigação. Jubilado em 1995, recebeu expressiva homenagem dos seus pares e estudantes.
Deixou um legado valioso no modo de encarar a economia enquanto instrumento de melhoria do bem-estar dos cidadãos, com o propósito de edificar uma sociedade mais justa e mais humanizada.
Em 21 de abril de 1995 foi galardoado com a Ordem Militar de Santiago da Espada (Grande Oficial).

Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt