voltar ao início

República HD



Busto de origem brasileira em cerâmica pintada, representando o ideal da República Portuguesa como uma figura feminina. A figura possui, como particularidade, uma estrela (de origem carbonária) sobre o peito. Na base, as faixas «LIBERDADE» e «EGUALDADE». Década de 1910.




Caixa quadrangular em madeira para sabonetes, alusiva ao 5 de Outubro de 1910. Contém as inscrições: «Savon de la Rénovation Portugaise»; «Cosmydor/Paris/France»; «Cuidado com as falsificações»; «N.º 434». Década de 1910. (13,2x9,7 cm).




Lata quadrangular, em folha de Flandres, para o produto «Cacau Democrata». Figuram ilustrações com uma efígie da República e de um militar, sobre fundo verde e vermelho. Com inscrições: «CACAO DEMOCRATA»; «Unicos importadores para Portugal e Colonias/ZIETZ & JAHN/HAMBURGO». Década de 1920. (5x9,5 cm).




Crachá com retrato fotográfico de Afonso Costa, posto em medalhão e ornamentado com simulações de folhagem em vermelho e verde. Década de 1910. (4,5x4,5 cm).




Ornamento em vidro (bola) com símbolos e retratos alusivos à implantação da República em Portugal. Década de 1910. (Ø 25,5 cm; Altura com argola: 28 cm).




Moeda de vinte réis emitida no reinado de D. Carlos I. Na face, figura a efígie do monarca - adulterada posteriormente, como sinal de iniciação na Carbonária, com um cunho que o faz ostentar um barrete frígio na cabeça; e a inscrição «CARLOS I REI DE PORTUGAL 1891». Na face-valor, uma coroa feita com ramos de oliveira e carvalho. 1891. (Ø 3 cm).




Selo emitido pelo Grémio Lusitano, comemorativo do primeiro centenário da morte do General Gomes Freire (1817-1917), com valor nominal de um centavo. Figura um retrato do homenageado (gravura, busto), surgido por entre nuvens, e a representação da Gnose. Pigmento: verde-jaspe. 1917. (2,5x3,3 cm).




Bandeira republicana com fundo bipartido a vermelho e verde; ao centro, um disco em azul ultramarino (diâmetro igual à metade da largura da bandeira) com uma faixa oblonga onde se lê em letras vermelhas: «PATRIA E LIBERDADE». (70x44,3 cm).




Lenço de seda quadrangular, barrado a vermelho e verde, figurando os retratos, estampados, de Bernardino Machado (ao centro), Afonso Costa, Alexandre Braga, João de Menezes e António José de Almeida (dispostos nos ângulos da barra) - os candidatos eleitos pelo Partido Republicano nas eleições legislativas de 1908, pelo círculo de Lisboa. (43x45 cm).





Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | arquivo@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt