voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Quarta-feira, 2 de Julho de 1919Greve do pessoal da Companhia Portuguesa dos Caminhos de Ferro

039794


A greve do pessoal da Companhia Portuguesa dos Caminhos de Ferro foi bastante longa, durando cerca de dois meses, até Setembro, afectando as ligações ferroviárias nacionais, sobretudo na parte central do país e ainda as linhas internacionais. Várias eram as suas reivindicações, mas pode salientar-se a questão do salário que se queria aumentado e a exigência do direito à previdência e subsídio familiar. No início da greve os grevistas praticaram actos de "sabotagem" de modo a impedir o normal funcionamento dos comboios e a sua circulação e, mais tarde, rebentariam ainda bombas na Estação do Rossio. Para evitar descarrilamentos ou outros actos de sabotagem, o governo obrigou grevistas a viajarem num vagão aberto à frente da locomotiva. Este ficou conhecido como o "vagão fantasma".

ano: 1919 | tema: Movimento Operário e Social
palavras-chave: Greve Companhia Portuguesa dos Caminhos de Ferro 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | arquivo@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt