voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Quinta-feira, 5 de Outubro de 1911Primeira incursão monárquica

01342

0102
Sob o comando de Paiva Couceiro uma coluna de monárquicos, com cerca de 700 a 1.000 homens, vinda da Galiza, entra em Portugal pelo distrito de Bragança (Cova da Lua, Espinhosela e Vinhais). Deu-se um combate entre republicanos e monárquicos perto de Bragança. A coluna realista, depois deste recontro recua para a fronteira, entrando em Espanha. A resposta republicana estava nas mãos do Ministro da Guerra, general Pimenta de Castro. A sua actuação, vista como muito branda por alguns dos seus colegas de gabinete, leva à sua exoneração. Durante o Verão de 1911, os republicanos já haviam montado um sistema de vigilância na fronteira do Minho e de Trás-os-Montes, prendendo os principais suspeitos e fazendo propaganda junto das populações. Quando se verifica a incursão de Paiva Couceiro, as tropas republicanas, superiores em número e armamento, e reforçadas por efectivos e voluntários deslocados de Lisboa, empurram a coluna monárquica para fora das povoações, provocando a deserção de muitos dos seus elementos e, sobretudo, impedindo-a de recolher apoios locais. Para a República, este episódio assumiu também importante papel nas relações com Espanha, que, pelo menos na aparência, limitou os movimentos dos conspiradores no seu território.

ano: 1911 | tema: Vida Política
palavras-chave: Incursões Monárquicas Paiva Couceiro Pimenta de Castro 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt