voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Quarta-feira, 3 de Maio de 1911Criada a Guarda Nacional Republicana

01048


Depois do 5 de Outubro, a Guarda Municipal, criada em 1834 por D. Pedro, foi extinta, sendo organizado, a título provisório, "um Corpo de Segurança Pública" em Lisboa e Porto, designado Guarda Republicana, para a qual transitou maioritariamente o pessoal das antigas Guardas. O Comando-Geral permaneceu no Carmo, em Lisboa. Em Maio de 1911 é criada a Guarda Nacional Republicana, força de segurança constituída por militares organizados num Corpo Especial de Tropas com funções policiais. A Guarda tem por missão principal a manutenção da ordem e da segurança públicas, em especial nas instalações e equipamentos considerados estratégicos e a sua acção desenvolveu-se, sobretudo, no policiamento das áreas rurais, sem prejuízo de se prever a sua passagem para comando militar em situação de guerra. Foi pensada para ser um dos esteios da defesa do regime republicano, no seguimento do conceito de "Guarda Nacional" do liberalismo ("o povo em armas") e seguindo também o modelo da "Gendarmerie" francesa. Em 1919, na conjuntura das tentativas de restauração monárquica e das várias intentonas, a GNR foi fortalecida, reorganizada e reequipada, recebendo mais homens e também mais armamento (nomeadamente, armamento pesado), a ponto de se considerar que teria mais poder de intervenção que as próprias forças armadas – o que se traduziu também, pelo menos até 1922, na sua gradual intervenção na vida política.

ano: 1911 | tema: Vida Política
palavras-chave: GNR Guarda Municipal 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt