voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Cronologia


[registo específico]
Terça-feira, 18 de Outubro de 1904Cai o governo de Hintze Ribeiro

00290

01
Cai o governo de Hintze Ribeiro, na sequência da discussão parlamentar sobre os novos contratos do tabaco e dos fósforos, que visavam renovar, por 60 anos, pela renda fixa anual de 5.500 contos, o exclusivo que fora concedido em 1891 à Companhia dos Tabacos. A 10 de Outubro, Ressano Garcia interpelara Hintze Ribeiro sobre a existência, além da proposta da Companhia dos Tabacos exibida pelo governo, de "outra qualquer digna de considerar-se?" – ao que o presidente do ministério respondeu negativamente. No entanto, no dia 14, foi exibida perante as Cortes outra proposta (esta, apresentada pela Companhia dos Fósforos) com vantagens superiores às do anterior contrato sobre o exclusivo dos Tabacos... A sessão de 17 de Outubro já não se realizou, por falta de quorum e, no dia seguinte, Hintze Ribeiro pediu a demissão, declarando que "não podia renegar o contrato que firmara, mas que não podia também contrariar a viabilidade da proposta da Companhia dos Fósforos, que «ou era realmente melhor, ou tinha as aparências de o ser»." A questão dos tabacos fazia cair mais um governo.

ano: 1904 | tema: Vida Política
palavras-chave: Hintze Ribeiro Questão dos Tabacos Ressano Garcia 

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt