voltar ao início
Arquivo & Biblioteca

Biografias



José Carlos da Maia (1878-1921)

49


Nasceu em Olhão a 16 de Março de 1878. Alistou-se na Armada em 1897, seguindo a carreira militar. Desde novo, conspirou contra o regime monárquico, sendo iniciado na Maçonaria em 1907 na loja `Solidariedade´, com o nome simbólico de `João Afonso´. Pertenceu igualmente à Carbonária. Participou na malograda tentativa revolucionária de 28 de Janeiro de 1908 e desempenhou um papel de relevo no '5 de Outubro', sendo, com o posto de 2º tenente, um dos elementos militares que, no dia 4, se apodera do quartel de marinheiros de Alcântara – é um dos signatários da ordem de bombardeamento do Palácio das Necessidades. Nessa mesma noite, pelas 22 horas, comanda o grupo de marinheiros e civis que aborda o cruzador 'D. Carlos' fazendo-o passar para o lado republicano. Implantada a República, foi promovido a capitão-tenente, por distinção, em Novembro de 1910, sendo também eleito deputado às constituintes em 1911. Foi governador de Macau, assumindo o seu lugar em Junho de 1914. Aí fez obras importantes e no período da I Guerra Mundial gozou de maior autonomia devido às dificuldades de comunicação com Portugal continental. No sidonismo ocupa a pasta da marinha. No gabinete José Relvas (entre 28 de Janeiro e 30 de Março de 1919) terá a seu cargo o Ministério das Colónias. Faleceu em Lisboa, assassinado durante a `noite sangrenta´, a 19 de Outubro de 1921.

voltar



Fundação Mário Soares
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 396 4156
fms@fmsoares.pt | arquivo@fmsoares.pt | direccao.casa-museu@fmsoares.pt