006313
TELO, António José
Propaganda e Guerra Secreta em Portugal: 1939-1945

INTRODUÇÃO

7

I PROPAGANDA

11

I.1 — O ÂMBITO DA PROPAGANDA

11

I.2 — PORTUGAL E A PROPAGANDA DOS BELIGE-RANTES

12

I.2. l — A mudança de mentalidade

12

I.2.2 — O regime e a propaganda

14

I.2.3 — Censura e imprensa perante a propaganda

15

I.3 — A PROPAGANDA ALEMÃ

29

I.3. l — A propaganda c a Alemanha nazi

29

I.3.2 — A maquina alemã

30

I.3.3 — Propaganda escrita e propaganda negra

33

I.3.4 — Propaganda, história e cultura

37

I.3.5 — A política da propaganda alemã

3S

I.4 — A INGLATERRA

49

I.4. l — A Inglaterra e a propaganda

49

I.4.2 — Política da propaganda inglesa

51

I.4.3 — A organização da propaganda britânica

54

I.4.4 — A propaganda escrita

60

I.5 — OS EUA - O GIGANTE INEXPERIENTE NA PROPAGANDA

64

I.6 A RÁDIO

75

I.6. l — A rádio: uma novidade técnica

75

I.7 O CINEMA

79

I.7.1 — O cinema e o eixo

79

I.7.2 — O cinema e os aliados

80

II A GUERRA SECRETA EM PORTUGAL

83

II.1 PORTUGAL E A GUERRA SECRETA

83

II.2 — A INGLATERRA

85

II.2.1 — Dificuldades iniciais

85

II.2.2 — O verdadeiro serviço de informações de Sua Majestade

88

II.2.3 O M19

99

II.2.4 O SOE

101

II.2.5 — A vingança inglesa

105

II.2.6 — As redes da guerra económica

109

II.2.7 — Lisboa, plataforma giratória

111

II.2.8 — Portugal e a intelligence britânica

112

II.3 — OS EUA

122

II.3.1 — O difícil arranque

122

II.3.2 — O OSS chega a Portugal

124

II.3.3 — A difícil estabilização do OSS

128

II.3.4 — Angola e o envolvimento americano

130

II.3.5 — O fim da guerra

131

II.4 — A ALEMANHA

145

II.4.1 — O SD

145

II.4.2 — Os serviços de informações militares

152

II.4.3 — Outros serviços de informações alemães

161

II.5 — OUTROS PAÍSES

162

II.5.1 — A Itália e Moçambique

162

II.5.2 — A Espanha

165

II.5.3 — Outros casos

166

II.6 — A PVDE E A GUERRA SECRETA

169

BIBLIOGRAFIA

177

ABREVIATURAS USADAS

181

topo