voltar ao início

No centenário da criação do Diário de Lisboa:
um jornal de referência da imprensa portuguesa

Há precisamente 100 anos, a 7 de abril de 1921, foi lançado o primeiro número do Diário de Lisboa. Jornal republicano, com a redação inicial situada no n.º 90 da Rua do Carmo, composto na Rua do Mundo (atual Rua da Misericórdia), tinha apenas oito páginas, custava 10 centavos e era dirigido por Joaquim Manso, que o liderou até à sua morte, em 1956. Num momento de crise da República, este novo jornal trazia, entre outras, a novidade de ser vespertino, saindo ao final da tarde. Era igualmente moderno no seu grafismo e pioneiro no formato tabloide.

7 de Dezembro - Aniversário de Mário Soares

"A minha infância passou-se no número 153 da Rua Gomes Freire, onde nasci: vivíamos no segundo andar esquerdo, ainda hoje lá está a casa que, entretanto, foi reconstruída, mas as paredes são ainda as do meu tempo de criança. (...) Fui uma criança despreocupada, feliz, embora sempre ultraprotegida pelos meus Pais, os meus meios-irmãos, os amigos de meu Pai."

Soares-Ditadura e Revolução, Maria João Avillez, 1996, pág. 27

Textos de Mário Soares

659

Dois discursos importantesArtigo publicado na Revista Visão30.OUT.2015

638

Uma revolução - A Encíclica PapalArtigo publicado no Diário de Notícias23.JUN.2015

667

Os 30 anos de adesão á U.E.Artigo publicado na Revista Visão11.JUN.2015

622

A insensatez de um governo fimArtigo publicado no Diário de Notícias02.JUN.2015

631

O escândalo da TAPArtigo publicado no Diário de Notícias26.MAI.2015

625

Alterações climáticasArtigo publicado no Diário de Notícias19.MAI.2015

619

Os discursos de Passos CoelhoArtigo publicado no Diário de Notícias05.MAI.2015
ler todos

Destaques

001307

Reabertura ao público12-3-2021

A Fundação Mário Soares e Maria Barroso reabre ao público na próxima segunda-feira, 15 de março.

Numa primeira fase, de acordo com o plano de desconfinamento apresentado pelo Governo, estão abertos ao público o arquivo e as bibliotecas da Fundação.

001306

Pela abertura do arquivo histórico do Partido Comunista Português12-3-2021

Na sequência da sessão 100 Anos do PCP na História do Portugal Contemporâneo promovida pela Fundação Mário Soares e Maria Barroso, que teve lugar no passado dia 6 de março, entenderam os participantes formular o seguinte abaixo-assinado solicitando a abertura dos arquivos do Partido Comunista Português.

Considerando a oportunidade da passagem do centenário do Partido Comunista Português e a sua relevância para o percurso histórico de Portugal Contemporâneo, entendem os signatários, participantes na mesa-redonda comemorativa do centenário do PCP promovida pela Fundação Mário Soares e Maria Barroso, solicitar a abertura do arquivo histórico do PCP à consulta pública, mediante as regras e condições que o próprio Partido determinar.

Fernando Rosas
João Madeira
João Arsénio Nunes
José Pacheco Pereira
Maria Fernanda Rollo

001292

Fundação Mário Soares e Maria Barroso lança plataforma digital sobre o papel de Mário Soares para a afirmação do projeto europeu13-10-2020
A plataforma digital "Mário Soares e a Europa" reúne conteúdos importantes e inéditos para aprofundar o conhecimento sobre a ação e o legado de Mário Soares na defesa e afirmação dos valores democráticos, de união e cooperação no contexto europeu.

001295

Cátia Sofia Ferreira Tuna vence Prémio Fundação Mário Soares - Fundação EDP 202029-10-2020

Fundação Mário Soares e Maria Barroso atribui o Prémio Fundação Mário Soares - Fundação EDP 2020 ao trabalho 'Não sei se canto se rezo': ambivalências culturais e religiosas do fado (1926-1945), de Cátia Sofia Ferreira Tuna.


Fundação Mário Soares e Maria Barroso
Rua de S. Bento, 176 - 1200-821 Lisboa, Portugal
Telefones: (+ 351) 21 396 41 79 | (+ 351) 21 396 41 85 | Fax: (+ 351) 21 052 96 99
geral@fmsoares.pt | casa-museu@fmsoares.pt